NOSSA HISTÓRIA
 
LEGISLATURAS/VERADORES

1ª Legislatura – 1956 à 1960
Altivo Borges Machado
Gil Marques de Almeida
Gilberto Trevisan
Lourenço Euclides Malucelli
Paulino Lustosa de Freitas
Paulo Gorski
Raul Gomes de Almeida
Vicente Carlos Barbosa
Prefeito: Francisco Scarpari
---

2ª Legislatura – 1961 à 1964
Adocival Cavalcante
Antonio Martins Ramos Filho
Eduardo Schimidt
Gil Marques de Almeida
Hermelindo Rodrigues Moutinho
José Geraldo de Almeida
Paulino Lustosa de Freitas
Pedro Daniel de Macedo
Pedro Glir
Prefeito: Ladislau Schicorski
---

3ª Legislatura – 1965 à 1968
Adocival Cavalcante
Alcyr Araújo
Francisco Batista Cunha
Francisco Oliveira
Francisco Scarpari
José João Karoleski
Junzi Setogutti
Nelson Gomes Correa
Paulo Regis Moleiro
Prefeito: Gil Marques de Almeida
---

4ª Legislatura – 1969 à 1972
Bionor Fernandes Feitosa
Bonifácio Wolski
Hermelindo Rodrigues Moutinho
Jayme Rodrigues Carvalho
João Apoloni
José João Karoleski
Nelson Gomes Correa
Paulo Edésio Cechinel
Wanderley Lemos de Carvalho
Prefeito: Alcyr Araújo
---

5ª Legislatura – 1973 à 1976
Alcides Paio
Antonio Fernando Nunes
Antonio Massarelli
Bonifácio Wolski
Celestino Marques Calichio
Cícero Soares Leitão
João José dos Santos
Lauro José da Silva
Prefeito: Vicente Massariro Okamoto
Vice: Wandik Bezerra de Souza Alencar

---

6ª Legislatura – 1977 à 1982
Antonio Farias
Dorival Silva Cavalcante
George Gonçalves Paiva
Jocelino Peirera Santos
José de Albuquerque Cavalcante (Manoel Leite)
Leonildo de Souza Grota (Takashi Yoshikawa)
Nilson Costa Resende
Toshiyuki Koike
Valdinei José Peloi
Prefeito: Luiz Kamide
Vice: Antônio Fernando Nunes

---

7ª Legislatura – 1983 à 1988
Antonio Bernadino Sena Neto
Antonio Fernando Nunes
Armelindo Favoreto
George Gonçalves Paiva
Geraldo Gonçalves Torres
Jacintho Tiziani Junior
Jocelino Pereira dos Santos (Geraldo Joaquim Melo)
Toshiyuki Koike
Valdinei José Peloi
Prefeito: Vicente Massahiro Okamoto
Vice: Fuad Kffuri

---

8ª Legislatura - 1989 à 1992
Edilaldo Machado da Cruz
Francisco Ferreira Lima
Gaspar Soares de Mello
Gerson Antonio de Brito
José Lopes Rodrigues
Luiz Kamide
Severino Gomes da Silva
Valdinei José Peloi
Walter Aparecido Carbonieri (Juarez Paulo da Silva)
Prefeito: Fuad Kffuri
Vice: Antonio Bernadino Sena Neto

---

9ª Legislatura – 1993 à 1996
Anivaldo Bueno Ribeiro
Cassio Murilo de Almeida
Christian Jacks Lino
Edilado Machado da Cruz
Francisco Ferreira Lima
George Gonçalves Paiva
Jacintho Tiziani Junior
José Joaquim Soares
José Lopes Rodrigues
Juarez Paulo da Silva
Paulo Antonio Neto
Pedro Pessoa Tardelli
Waldemir Mellero
Prefeito: José Paulo Novaes
Vice: Nildo Fabrício dos Santos

---

10ª Legislatura – 1997 à 2000
Ademir Flor da Silva
Antonio Bernadino Sena Neto
Evaldo Kovalski
Francisco Onofre Filho
Ivan Garcia de Oliveira
José Florentino de Oliveira
José Lopes Rodrigues
José Silvério da Rosa
José Torres da Silva
Maria de Lourdes Freire Barros
Marino Basso
Paulo Vicente Calixto
Sebastião José dos Santos
Prefeito: Vicente Massahiro Okamoto
Vice: Pe. Pedro Speri

---

11ª Legislatura – 2001 à 2004
Ademir Flor da Silva
Antonio Cândido Macedo
Antônio Carlos dos Santos
Aparecido Devair Janunzzi
Ivan Garcia de Oliveira
Maria de Lourdes Freire Barros
Maria Inêz Geraldo
Maria Faria Filho
Pedro Amaro das Neves
Sebastião José dos Santos
Sebastião Lopes da Silva
Walter Fernandes Martins
Prefeito: Antonio Bernadido Sena Neto
Vice: Paulo Vicente Calixto

---

12ª Legislatura – 2005 á 2008
Agostinho Parron da Silva
Enézio Ferreira lima
Eva Adélia Santiago dos Santos
Herley Kleber Dantas de Oliveira
José Lopes Rodrigues
Mario Faria Filho
Rosenir Resende da Silva Scardelato (Antônio Carlos dos Santos)
Sebastião José dos Santos
Walter Fernandes Martins
Prefeito: Fuad Kffuri
Vice: Jacintho Tiziani Junior

---

13ª Legislatura – 2009 à 2012
Herley Kleber Dantas de Oliveira (José Francisco Filho)
Walter Fernandes Martins
Enézio Ferreira Lima
Joaquim Rafael Neto
Marcelo Yoshio Haga
Mário Faria Filho
Roberto dos Reis de Lima
Sebastião José dos Santos
Valdemir Mellero
Prefeito: Luiz Roberto Costa
Vice: José Torres da Silva

---

14ª Legislatura – 2013 à 2016
Carlos Pires Nunes
Herley Kleber Dantas de Oliveira
Ibrain Andrade Correa (Mario Faria Filho)
José Francisco Filho (Ernani Ferreira Leite)
Marcelo Yoshio Haga
Neide Sanfelice Brogio Sena
Patrik Peloi Flávio
Valdecir Vieira da Silva
Walter Fernandes Martins (Abraão Isaque Miranda Cavalcante)
Prefeito: Luiz Roberto Costa
Vice: José Torres da Silva

---

15ª Legislatura – 2017 à 2020
Abraão Isaque Miranda Cavalcante
Agilson Flausino da Silva
Guilherme César Dutra
Jacy da Silva
Jaime Vieira Bueno (Ivonete Avelina da Rocha)
Joaquim Rafael Neto
José Joaquim Soares
Patrik Peloi Flávio
Walter Fernandes Martins
Prefeito: Pedro Antônio de Oliveira Coelho
Vice: Ernani Ferreira Leite

 
 
MUNICÍPIO DE GOIOERÊ

Surgimento

O território goioerense tendo sentido o domínio de outros povos a partir do início do século XVIII, permaneceu praticamente desabitado. Em 1943 os irmãos Francisco, Carlos e Wladimir Scarpari estabeleceram de forma pioneira às margens do rio Goioerê, fundando ali as primeiras fazendas de café.

Embalados pelas notícias do surgimento de inúmeras cidades os Scarpari fundaram a Imobiliária Sociedade Goio – Erê.O povoamento do solo se fez a galope, sem precedentes nos fatos de colonização.

As primeiras famílias a adquirirem lotes foram as de Júlio Castilho. Um fator de progresso na região foi à construção de importante rodovia, ligando Campo Mourão a Cascavel e passando pela localidade de Goioerê, permitindo agilidade no transporte.
Através da Lei Estadual nº 48 de 10 de agosto de 1955, foi criado o município de Goioerê, com território desmembrado de Campo Mourão.

Origem do nome

O nome da cidade provém da língua Caingangue, nação indígena que habitou (e ainda habita) várias regiões do Paraná, onde GOIO significa “água” e ERÊ significa “limpa e clara”, daí a também denominação do município como “Águas Claras”.

Esta tradução como “Águas Claras” é dada como definitiva, em uma espécie de convenção entre os moradores da cidade e foi registrada oficialmente pela primeira vez pelo jornal Folha da Manhã, em sua edição do dia 5 de setembro de 1986, que designou o termo Goioerê como de origem caingangue, definindo-o como “água limpa ou clara”. Porém conforme o historiador Francisco Filipak, um aprofundado conhecedor da origem dos nomes dos municípios paranaenses, a origem do nome é mesmo caingangue: Goio, engôio = rio + erê, are, rê = campo. Goioerê = rio de campo, rio que passa no meio do campo. Então a etimologia da palavra “Goio-Erê”, mostra que o seu real significado é “Rio de Campo”, ou “rio que passa no meio do campo”.

Existe uma outra versão, menos credenciada, demostrando que a palavra Goioerê tem origem da língua tupi, nação indígena que no século XIX tinha presença mais marcante na região. Conforme esta versão o nome vem de “Goió” (gua yá) = patrício, indivíduo da mesma praça, da mesma tribo + “Erê”= tu, você. 
Desta forma, Goioerê significaria, em tupi, “você é da mesma tribo”, ou “tu és patrício”.

No livro “Municípios Paranaenses: origens e significados de seus nomes”, editado pelo Governo do Estado do Paraná, em 2006 traz registrada como a tradução oficial onde Goioerê significa “Rio de Campo”, ou “rio que passa no meio do campo”.

 

 

 
 
 

Avenida Amazonas, 270 - Jardim Lindóia
CEP: 87360-000 - GOIOERE - Paraná

(44) 3522-1270
camara@cmgoioere.pr.gov.br